Língua Portuguesa

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sex Jul 24, 2009 12:48 am

Lo muito boas essas suas frases. Podemos treinar vários assuntos de português!!!! feli

Ah, esse Dilson Catarino é uma figura, além de excelente prof. Tive aulas com ele no terceiro colegial!! Momento nostálgico, só isso....hehe
Deboche

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sex Jul 24, 2009 12:52 am

[quote="Lo Viana"]Há algum erro nas frases abaixo?

1. "O gerente só intermedia quando é necessário."
2."Pronto, chefe. Já entreguei a carta a ele em mão."
3."Três exposições que vale a pena ver em Londres"
[/quot

1) O gerente só intermedeia quando é necessário.
2) Pronto, chefe. Já entreguei a carta a ele em mãos.
3) Três exposições que valem a pena serem vistas em Londres.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 01, 2009 7:42 pm

Lo Viana escreveu:Há algum erro nas frases abaixo?

1. "O gerente só intermedia quando é necessário."
2."Pronto, chefe. Já entreguei a carta a ele em mão."
3."Três exposições que vale a pena ver em Londres"

Loooo
posta as respostas!! hehe
Rir

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 01, 2009 7:46 pm

Lo Viana escreveu:Começando com a minha participação neste grupo...

Português é uma matéria que exige uma boa base...e claro, muitos exercícios...Vou indicar pra vcs a bibliografia que eu uso e que tem me rendido ótimos resultados nesta matéria.

Espero que ajude.
Abraços a todos.

1. Gramática para da Língua Portuguesa para concursos, vestibulares, ENEM, colégios técnicos e militares
Nilson Teixeira de Almeida - Ed. Saraiva

2. Novíssima Gramática da LP - Cegalla, Ed. Companhia Nacional

3. Curso Prático de Gramática - Ernani Terra, Ed. Scipione

4. Interpretação de Textos: Aprenda Fazendo - A. Oliveira Lima, Ed. Campus

5. Provas da ESAF, todos os níveis, quanto mais, melhor.

Todos os quatro livros podem ser encontrados em sebo...O que facilita muito, já que a matéria não sofre atualizações...A exceção foi o acordo ortográfico, cujo resumo pode ser encontrados nos sites conhecidos nossos...Ou para quem dispõe de mais dinheiro, as ultimas edições das duas primeiras já vêm com esta atualização.

Lo, preciso de um livro para consulta, mas estou com muitas dúvidas, pois não sei qual comprar. Eu quero um livro com linguajar simples, aplicado a concurso (claro, hehe) e com português mais moderno sabe? Eu cheguei a estudar pelo Cegalla, mas não é bem o que eu procuro no momento. O livro do Ernani Terra é um que tem um espremedor de suco de laranja na capa? Vc conhece o livro do Celso Cunha?
Help

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Lo Viana em Sab Ago 01, 2009 8:32 pm

OI jO

não conheço o livro do Celso Cunha, não. Sobre o do Ernani Terra: o que eu tenho tá tão velho que precisei "re-encapar" com papel pardo Rir Não lembro mesmo a capa.

Mas, nos termos que vc pediu indico este: 1. Gramática para da Língua Portuguesa para concursos, vestibulares, ENEM, colégios técnicos e militares - Nilson Teixeira de Almeida - Ed. Saraiva.

Excelente.

PS> Posto as resposdas das pegadinhas em seguida. E coloco mais três rsssss
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pegadinhas Gramaticais 02 - respostas

Mensagem  Lo Viana em Sab Ago 01, 2009 8:49 pm

1. "O gerente só intermedia quando é necessário."

O gerente só intermedeia quando é necessário.

"Os verbos terminados em -iar têm conjugação regular, ou seja, seguem a conjugação de qualquer verbo terminado em -ar, como, por exemplo, o "cantar". Então, se dizemos "eu canto, tu cantas, ele canta", também diremos "eu copio, tu copias, ele copia".

Há alguns verbos terminados em -iar, porém, que não seguem essa conjugação. É o caso de "mediar", "ansiar", "remediar", incendiar", "odiar" e todos os seus derivados. Esses verbos terão o acréscimo da letra "e" antes da terminação -iar, nas pessoas "eu, tu, ele e eles" do presente do indicativo (todos os dias ...) e do presente do subjuntivo (espero que ...). A conjugação desses dois tempos ficará desta forma: Todos os dias eu medeio, tu medeias, ele medeia, nós mediamos, vós mediais, eles medeiam. Que eu medeie, tu medeies, ele medeie, nós mediemos, vós medieis, eles medeiem. Todos os outros tempos seguem a conjugação regular, ou seja, terão conjugação igual à de qualquer verbo terminado em -ar.

O verbo "intermediar" é derivado de "mediar", portanto sua conjugação é idêntica à deste. "


2."Pronto, chefe. Já entreguei a carta a ele em mão."


Não há consenso entre os dicionaristas. (Tá parecendo doutrina de Direito, né? Rir )
Portanto, há duas formas corretas:
Pronto, chefe. Já entreguei a carta a ele em mão.
Pronto, chefe. Já entreguei a carta a ele em mãos.



3."Três exposições que vale a pena ver em Londres"


Certíssima!

"O que vale a pena é o ato de "ver". O que leva ao equívoco é o fato de o termo "três exposições" estar deslocado. Se colocarmos todos os termos do período em ordem direta, teremos: Vale a pena ver três exposições em Londres. Sintaticamente, o verbo "valer" tem como sujeito a oração "ver três exposições em Londres". Quando o sujeito for representado por uma oração, o verbo deverá ficar na terceira pessoa do singular."

___________
Créditos para o Prof. Dílson Catarino.
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 01, 2009 8:57 pm

Lo Viana escreveu:OI jO

não conheço o livro do Celso Cunha, não. Sobre o do Ernani Terra: o que eu tenho tá tão velho que precisei "re-encapar" com papel pardo Rir Não lembro mesmo a capa.

Mas, nos termos que vc pediu indico este: 1. Gramática para da Língua Portuguesa para concursos, vestibulares, ENEM, colégios técnicos e militares - Nilson Teixeira de Almeida - Ed. Saraiva.

Excelente.

PS> Posto as resposdas das pegadinhas em seguida. E coloco mais três rsssss

Valeu Lo!
Uau, vou apostar no do Ernani então...hehe...qdo o livro é bom, a gente usa mesmo e ele fica num estado...hehe
Rir

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pegadinhas Gramaticais 03

Mensagem  Lo Viana em Sab Ago 01, 2009 9:01 pm

Há algum erro nestas frases?

01. Russel Crowe vai se casar com namorada de 12 anos.

02. Agentes dos serviços secretos britânico e americano abortaram um ataque a bomba na Grã-Bretanha, segundo apurou a BBC.

03. O chefe do almoxarifado ainda não proviu a empresa este mês.
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Lo Viana em Sab Ago 01, 2009 9:02 pm

joconcurseira escreveu:
Valeu Lo!
Uau, vou apostar no do Ernani então...hehe...qdo o livro é bom, a gente usa mesmo e ele fica num estado...hehe
Rir


Eis a prova de que não se deve meeeeeeeeeesssssssmo julgar o livro pela capa... Rir
Hehehehe....livro bom e grana curta, minha cara.................

Disponha!

Joia
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 01, 2009 9:33 pm

Lo Viana escreveu:Há algum erro nestas frases?

01. Russel Crowe vai se casar com namorada de 12 anos.
Ta ambigua....hehe. A primeira coisa que pensei: "o cara é um pedófilo"...hahaha. Ou a namorada tem 12 anos ou o namoro durou 12 anos...kkkkk

02. Agentes dos serviços secretos britânico e americano abortaram um ataque a bomba na Grã-Bretanha, segundo apurou a BBC
à bomba, com crase

03. O chefe do almoxarifado ainda não proviu a empresa este mês.
Certinho

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Pegadinhas gramaticais 03 - RESPOSTAS

Mensagem  Lo Viana em Seg Ago 10, 2009 10:53 am

1.Russel Crowe vai se casar com namorada de 12 anos.

inter Ambiguidade.

"Não há problema gramatical algum na frase; a inadequação existente ocorre no que chamamos de ambiguidade, ou duplo sentido.

A estrutura sintática do período foi construída de tal maneira que quem lê a frase tem a impressão de que a namorada de Russel Crowe tinha 12 anos de idade. Ao ler o texto, porém, descobria-se que ela tinha 32 anos e que eles namoravam havia doze."

A frase apresentada poderia ser assim estruturada:
Russel Crowe se casará com mulher a quem namora há doze anos.
Depois de doze anos de namoro, Russel Crowe se casará.



2."Agentes dos serviços secretos britânico e americano abortaram um ataque a bomba na Grã-Bretanha, segundo apurou a BBC".
Joia

"Os adjetivos "britânico" e "americano" se referem a "serviços secretos", porém a enumeração dos dois adjetivos já indica que trata de elemento no plural. A frase faz referência a dois serviços secretos: um britânico; outro americano. A regra é clara: quando dois ou mais adjetivos modificarem apenas um substantivo, há duas maneiras de se construir a frase:

1ª) Coloca-se o substantivo no plural, e enumeram-se os adjetivos sem a inclusão de artigo antes deles. Por exemplo:
• Ele estuda as literaturas francesa e inglesa.
• As seleções brasileira e argentina se enfrentarão.

2ª) Coloca-se o substantivo no singular, e enumeram-se os adjetivos, o primeiro sem artigo, que será colocado antes do substantivo, e os demais com artigo. Por exemplo:
• Ele estuda a literatura francesa e a inglesa.
• A seleção brasileira e a argentina se enfrentarão.

A frase apresentada poderia, então, ser escrita de duas maneiras:
• "Agentes dos serviços secretos britânico e americano abortaram...".
• "Agentes do serviço secreto britânico e do americano abortaram...".

Quanto ao acento indicador de crase em "a bomba", a regra tradicional diz que, diante de expressões que indiquem meio ou instrumento, não se deve usá-lo, a não ser que ocorra ambiguidade. Por exemplo:

• "Ele atacou o desafeto a facão", o instrumento utilizado por ele foi "o facão". Não há duplo sentido nessa frase, portanto, segundo a regra tradicional, não se usa o acento indicador de crase.
• "Faz a máquina cem cópias por minuto". Agora há ambiguidade, pois podem-se fazer duas interpretações:

1ª) Alguém usa a máquina como instrumento para fazer cem cópias por minuto;

2ª) A máquina faz cem cópias por minuto.


Sintaticamente dizemos que, no primeiro caso, o sujeito é oculto, e "a máquina" é adjunto adverbial de instrumento. No segundo caso, "a máquina" é sujeito. Caso se queira dar a ideia de instrumento para "a máquina", o acento indicador de crase, segundo a regra tradicional, deve ser usado, pois há a possibilidade da segunda interpretação. Há, portanto, a ambiguidade. "

3. "O chefe do almoxarifado ainda não proviu a empresa este mês"
Expulso

" Prover, cujo significado é "abastecer", "providenciar", tem a conjugação idêntica à do verbo "ver" no presente do indicativo - tempo caracterizado pela frase "todos os dias..." - e no presente do subjuntivo - tempo caracterizado pela frase "espero que...". Nos outros tempos, ele tem conjugação regular, como qualquer outro verbo terminado em "-er"; por exemplo, o verbo "vender".

Há, então, no presente do indicativo, a seguinte conjugação:
Todos os dias eu provejo, tu provês, ele provê, nós provemos, vós provedes, eles proveem.

No presente do subjuntivo:
Espero que eu proveja, que tu provejas, que ele proveja, que nós provejamos, que vós provejais, que eles provejam.

No pretérito perfeito do indicativo, o passado:
Ontem eu provi, tu proveste, ele proveu, nós provemos, vós provestes, eles proveram.

No Pretérito imperfeito do subjuntivo, o que indica condição:
Se eu provesse, tu provesses, ele provesse, nós provêssemos, vós provêsseis, eles provessem."

A frase apresentada, então, está inadequada gramaticalmente e deve ser assim corrigida:

O chefe do almoxarifado ainda não proveu a empresa este mês.


__________

Créditos para o prof. Dilson Catarino
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Vírgula

Mensagem  Lo Viana em Ter Ago 11, 2009 10:48 am

Olá, pessoal!

Vi que algumas pessoas estão com dificuldade com o emprego da vírgula no período composoto. Então, fiz um resuminho pra facilitar a vida de vocês.

Espero que seja útil!


Oração subordinada adjetiva EXPLICATIVA X RESTRITIVA:
Oração subordinada adjetiva explicativa:
- funciona como um adjetivo: sintaticamente desempenha função de adj. adnominal ou aposto explicativo (mais raro o segundo);
- é introduzida por pronomes relativos;
- acrescentaa uma explicação sobre o termo antecedente, diferente da restritiva, que limita o mesmo;
- sempre separada por vírgula.

Atenção: não confundir restritiva com explicativa. A restritiva NUNCA admite vírgula. A explicativa, SEMPRE.

Exemplo:
a)Visitarei meu irmão que mora em Fortaleza.
(Tenho mais de um irmão e vou visitar aquele que mora em Fortaleza)
Oração subordinada adjetiva restritiva.

b)Visitarei meu irmão, que mora em Fortaleza.
(Tenho apenas um irmão e ele mora em Fortaleza)
Oração subordinada adjetiva explicativa.


Oração subordinada adverbial (desenvolvida ou reduzida).
- Tem função igual à do adjunto adverbial;
- sempre que deslocada (anteposta à principal ou intercalada no período), deve ser separada por vírgula.

Exemplo:
a) Mesmo que chova, vou à praia.
Oração subordinada adverbial concessiva.

b) Ao regressar, encontrei-o dormindo.
Oração subordinada adverbial temporal reduzida de infinitivo

Lembrando: a ESAF não costuma pedir classificação das orações, mas pode contar que pede a justificativa da vírgula em preíodo composto por subordinação.

Emprego da vírgula entre orações

* Separar as orações coordenadas assindéticas:
Levantava-me, passeava, tamborilava nos vidros das janelas, assobiava.

* Separar as orações coordenadas sindéticas, salvo as introduzidas pela conjunção e:
Cessaram as buzinas, mas prosseguia o alarido nas ruas.

Atenção:
1) Separam-se por VÍRGULA as orações coordenadas unidas pela conjunção e, quando têm sujeito diferente.
Exemplo: O silêncio comeu o eco, e a escuridão abraçou o silêncio.

Costuma-se também separar por VÍRGULA as orações introduzidas por essa conjunção quando ela vem repetida:
Trabalha, e teima, e lima, e sofre, e sua!

2) Com CONJUNÇÕES ADVERSATIVAS: mas emprega-se sempre no começo da oração; porém, todavia, contudo, entretanto e no entanto, podem vir ora no início da oração, ora após um dos seus termos. No primeiro caso, põe-se uma VÍRGULA antes da conjunção; no segundo, vem ela isolada por vírgulas. Compare:
-- Vá aonde quiser, mas fique morando conosco.
-- Vá aonde quiser, porém fique morando conosco..
-- Vá aonde quiser, fique, porém, morando conosco.

Em virtude da acentuada pausa que existe entre as orações acima, podem ser elas separadas, na escrita, por PONTO-E-VÍRGULA. Ao último período é mesmo a pontuação que melhor lhe convém:
-- Vá aonde quiser; fique, porém, morando conosco.

3 ) Quando a conjunção conclusiva pois vem posposta a um termo da oração a que pertence e, portanto, isolada por vírgulas:
Não pacteia com a ordem; é, pois, uma rebelde.

As demais conjunções conclusivas (logo, portanto, por conseguinte, etc.) podem encabeçar a oração ou pospor-se a um dos seus termos. À semelhança das adversativas, escrevem-se, conforme o caso, com uma vírgula anteposta, ou entre vírgulas.

* Isolar as orações intercaladas:
"Se o alienista tem razão, disse eu comigo, não haverá muito que lastimar o Quincas Borba". (M. DE ASSIS)

* Isolar as orações subordinadas adjetivas explicativas:
"Pastor, que sobes o monte, Que queres galgando-o assim?" (O. MARIANO)

* Separar as orações subordinadas adverbiais, principalmente quando antepostas à principal:
"Quando tio Severino voltou da fazenda, trouxe para Luciana um periquito." (G. RAMOS)

* Separar as orações reduzidas de gerúndio, de particípio e de infinitivo, quando equivalentes a orações adverbiais:
Não obtendo resultado, indignou-se.
Acocorado a um canto, contemplava-nos impassível.
Ao falar, já sabia da resposta.


Observações:

1º) Toda oração ou todo termo de oração de valor meramente explicativo pronunciam-se entre pausas; por isso, são isolados por vírgula, na escrita;

2º) Os termos essenciais e integrantes da oração ligam-se uns com os outros sem pausa; não podem, assim, ser separados por vírgula. Esta a razão por que não é admissível o uso da vírgula entre uma oração subordinada substantiva e a sua principal;

3º) Há uns poucos casos em que o emprego da vírgula não corresponde a uma pausa real na fala; é o que se observa, por exemplo, em respostas rápidas do tipo: Sim, senhor. Não, senhor.




Arco e Flecha Tchau1
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sujeito indeterminado

Mensagem  Lo Viana em Ter Ago 11, 2009 11:09 am

Mais um resumo para facilitar a constatação de sujeito indeterminado.

O Sujeito será indeterminado quando:

1. Verbo estiver na 3ª pessoa do plural e o contexto não permitir a identificação do sujeito.
Roubaram minha carteira.


2. Quando o verbo estiver na 3ª pessoa do singular + o SE como índice de indeterminação do sujeito.
Precisa-se de bombeiro hidráulico.


Como identificar se o SE é índice de indeterminação do sujeito (IIS) ou pronome apassivador (PA):

Índice de Indeterminação do Sujeito:
 Verbo na 3º pessoa do singular;
 Verbos: VI, VTI e VL;
Não é possível passar para a voz passiva analítica.


Pronome Apassivador:
 Verbo na 3º pessoa do singular ou do plural;
 Verbos: apenas os VTD;
 É possível passar a oração para a voz passiva analítica.


Arco e Flecha Tchau1
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum