Língua Portuguesa

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Espertinha em Ter Ago 18, 2009 1:05 pm

Ohooooo......akakakakkakakaka.....
Prefiro nem entender!!!
É muuito pra mim....
Vou voltar para as "minhas" DRE e "meus" PIS/COFINS cumulativos ou não...
Mais fácil de entender!!!!

Se Vc falou Lo....!!!!
Então.....Tá falado!!!!
Joia

_________________
"Mantenha seus pensamentos positivos. Porque seus pensamentos tornam-se palavras. Mantenha suas palavras positivas. Porque suas palavras tornam-se hábitos. Mantenha seus hábitos positivos. Porque seus hábitos tornam-se valores. Mantenha seus valores positivos. Porque seus valores tornam-se seu destino" - Mahatma Ghandi

Espertinha
Admin

Mensagens : 483
Data de inscrição : 05/06/2009
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Lo Viana em Ter Ago 18, 2009 4:40 pm

Espertinha escreveu:Vou voltar para as "minhas" DRE e "meus" PIS/COFINS cumulativos ou não...
Joia

Opa...se for de comer, me dá um pedaço?

Pizza
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


Feliz Tchau1
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Ter Ago 18, 2009 7:49 pm

Lo, eu não sei....

Se não se dispuser a examinar bem o caso e não se prover da melhor intuição, poderá proceder injustamente.

Eu entendo que se trata de uma oração subordinada condicional e as "condições" (não achei vocabulário melhor...hehe) nesse caso são: Se não se dispuser a examinar bem o caso e não se prover da melhor intuição. Sendo assim, trata-se de condições para que possa se proceder injustamente.

Eu continuo achando que o erro é o verbo "prover", que deveria ser provir... O entendimento seria o seguinte: Se não se dispuser a examinar bem o caso e não se provir da melhor intuição, então poderá proceder injustamente.

Mas, como vc mesmo disse, o importante no final é marcar o "xis" na resposta certa! Joia

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sex Ago 21, 2009 4:54 pm

Alguem pode me ajudar...a dizer pq o gabarito é:

CECE

1. (ESAF/APO/MPOG/2008) Para 2008, o Banco Central projeta nova queda na dívida líquida, e queda também do déficit, que encolheria para 1,2% do PIB. Mantendo essa tendência, ao fi m de 2009 ou no decorrer de 2010, o défi cit desapareceria, equilibrando-se as contas públicas e estancando-se completamente o crescimento da dívida.

2. (ESAF/APO/MPOG/2008) A diminuição da dívida como proporção do PIB, assim como do défi cit público total, signifi ca que o Estado passou a avançar menos sobre os recursos disponíveis para fi nanciar o setor privado. Isso viabiliza a ampliação dos investimentos, que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna.

3. (ESAF/APO/MPOG/2008) A concentração mundial das populações nas cidades, fenômeno historicamente recente,
torna essas aglomerações o centro nervoso das sociedades. A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade.

4. (ESAF/APO/MPOG/2008) As cidades são o cenário cada vez mais exclusivo em que, pelo desejo de progresso das
sociedades, se realiza os direitos e se concretiza a ambição democrática e republicana de tratar a todos igualmente.

abraços

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Espertinha em Sex Ago 21, 2009 4:56 pm

Qual seria o enunciado?
Tem algo antes dessas questões?

_________________
"Mantenha seus pensamentos positivos. Porque seus pensamentos tornam-se palavras. Mantenha suas palavras positivas. Porque suas palavras tornam-se hábitos. Mantenha seus hábitos positivos. Porque seus hábitos tornam-se valores. Mantenha seus valores positivos. Porque seus valores tornam-se seu destino" - Mahatma Ghandi

Espertinha
Admin

Mensagens : 483
Data de inscrição : 05/06/2009
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sex Ago 21, 2009 4:57 pm

perai..foi mal...vou ajeitar

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sex Ago 21, 2009 5:14 pm

Bom, os 2 primeiros itens estao nesta questao.

Assinale a opção em que o trecho do texto de O Globo, 31/01/2008, foi transcrito com erro gramatical.

a) A acumulação de superávits primários nas contas públicas, uma política que teve início no último
trimestre de 1998, depois do abalo causado na economia brasileira por uma crise fi nanceira que
teve seu estopim na Rússia, vem dando frutos nos últimos anos, com redução do défi cit e da dívida
da União, estados, municípios e companhias estatais em relação ao PIB.

b) Em 2008, segundo dados do Banco Central, a dívida líquida do setor público recuou para o
equivalente a 42,8% do Produto Interno Bruto, o mais baixo percentual apurado desde 1999. E
o défi cit total do setor público, no valor total de R$ 58 bilhões, caiu para 2,27% do PIB.

c) Com a redução de suas necessidades de financiamento, o setor público pode renovar mais
facilmente seu endividamento, e, nesse caso, o mercado tende a aceitar o pagamento de taxas
de rentabilidade mais baixas para os títulos do Tesouro.

d) Para 2008, o Banco Central projeta nova queda na dívida líquida, e queda também do déficit, que encolheria para 1,2% do PIB. Mantendo essa tendência, ao fi m de 2009 ou no decorrer de 2010, o défi cit desapareceria, equilibrando-se as contas públicas e estancando-se completamente o crescimento da dívida.

e) A diminuição da dívida como proporção do PIB, assim como do défi cit público total, significa que o Estado passou a avançar menos sobre os recursos disponíveis para fi nanciar o setor privado. Isso viabiliza a ampliação dos investimentos, que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna.

Os 2 ultimos nessa outra, abaixo.

Os trechos a seguir constituem um texto adaptado de Zero Hora (RS), 11/02/2008. Assinale a opção
que apresenta erro gramatical.

a) Os mundos cultural, econômico, financeiro e até rural giram em torno do que ocorre nessas
concentrações que, pelo menos desde a Idade Média, foram adquirindo feição própria e mostrando problemas específicos.

b) A concentração mundial das populações nas cidades, fenômeno historicamente recente,
torna essas aglomerações o centro nervoso das sociedades. A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade.


c) As cidades são o cenário cada vez mais exclusivo em que, pelo desejo de progresso das
sociedades, se realiza os direitos e se concretiza a ambição democrática e republicana de tratar a
todos igualmente.


d) Questões como a educação, o trabalho, o lazer, o convívio, a assistência social, a produção
ambiental, o transporte, entre muitíssimas outras, têm nas cidades suas expressões mais agudas.
Desenvolvimento sustentável é uma expressão que faz sentido para os planejadores das cidades
de hoje e de amanhã.

e) Para metrópoles européias ou norte-americanas, essa expressão pode significar uma preocupação
fundamental na preservação do ambiente, ao passo que para os demais continentes ela tem um sentido social inevitável, voltado para a necessidade de superação de gargalos sociais e para a conquista de patamares mínimos de dignidade.

Gabrito: E C

Minhas duvidas: Pq os itens que em azul estao corretos e pq os em velrmelhos estao errados...qual o erro gramatical..

Abraços

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sex Ago 21, 2009 5:39 pm

Canabrava escreveu:Bom, os 2 primeiros itens estao nesta questao.

Assinale a opção em que o trecho do texto de O Globo, 31/01/2008, foi transcrito com erro gramatical.

a) A acumulação de superávits primários nas contas públicas, uma política que teve início no último
trimestre de 1998, depois do abalo causado na economia brasileira por uma crise fi nanceira que
teve seu estopim na Rússia, vem dando frutos nos últimos anos, com redução do défi cit e da dívida
da União, estados, municípios e companhias estatais em relação ao PIB.

b) Em 2008, segundo dados do Banco Central, a dívida líquida do setor público recuou para o
equivalente a 42,8% do Produto Interno Bruto, o mais baixo percentual apurado desde 1999. E
o défi cit total do setor público, no valor total de R$ 58 bilhões, caiu para 2,27% do PIB.

c) Com a redução de suas necessidades de financiamento, o setor público pode renovar mais
facilmente seu endividamento, e, nesse caso, o mercado tende a aceitar o pagamento de taxas
de rentabilidade mais baixas para os títulos do Tesouro.

d) Para 2008, o Banco Central projeta nova queda na dívida líquida, e queda também do déficit, que encolheria para 1,2% do PIB. Mantendo essa tendência, ao fi m de 2009 ou no decorrer de 2010, o défi cit desapareceria, equilibrando-se as contas públicas e estancando-se completamente o crescimento da dívida. Eu tb acho que essa questão está errada. A vírgula depois de líquida está separando o segundo objeto direto (queda também do déficit) do verbo (projeta). Isso não pode ocorrer: vígula que separa verbo do seu complemento. Infelizmente aqui não posso te ajudar, pq tb fiquei na dúvida...

e) A diminuição da dívida como proporção do PIB, assim como do défi cit público total, significa que o Estado passou a avançar menos sobre os recursos disponíveis para fi nanciar o setor privado. Isso viabiliza a ampliação dos investimentos, que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna.
O erro está "pode ser financiado", pois os "investimentos" é que podem ser financiados pelo aumento da poupança interna. "que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna" é uma oração adjetiva explicativa e o pronome relativo "que" retoma investimentos.

Os 2 ultimos nessa outra, abaixo.

Os trechos a seguir constituem um texto adaptado de Zero Hora (RS), 11/02/2008. Assinale a opção
que apresenta erro gramatical.

a) Os mundos cultural, econômico, financeiro e até rural giram em torno do que ocorre nessas
concentrações que, pelo menos desde a Idade Média, foram adquirindo feição própria e mostrando problemas específicos.

b) A concentração mundial das populações nas cidades, fenômeno historicamente recente,
torna essas aglomerações o centro nervoso das sociedades. A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade.
O que vc acha que está errado aqui Cana?

c) As cidades são o cenário cada vez mais exclusivo em que, pelo desejo de progresso das
sociedades, se realiza os direitos e se concretiza a ambição democrática e republicana de tratar a
todos igualmente.
O certo seria realizam, já que o sujeito desse verbo é "os direitos". Trata-se de caso de vtd+se (verbo transitivo direto+particula apassivadora), por isso o objeto direto "vira" sujeito. Vc pode mudar de voz passiva, ficando mais claro o sujeito: Os direitos se realizam.

d) Questões como a educação, o trabalho, o lazer, o convívio, a assistência social, a produção
ambiental, o transporte, entre muitíssimas outras, têm nas cidades suas expressões mais agudas.
Desenvolvimento sustentável é uma expressão que faz sentido para os planejadores das cidades
de hoje e de amanhã.

e) Para metrópoles européias ou norte-americanas, essa expressão pode significar uma preocupação
fundamental na preservação do ambiente, ao passo que para os demais continentes ela tem um sentido social inevitável, voltado para a necessidade de superação de gargalos sociais e para a conquista de patamares mínimos de dignidade.

Gabrito: E C

Minhas duvidas: Pq os itens que em azul estao corretos e pq os em velrmelhos estao errados...qual o erro gramatical..

Abraços
[b]

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 22, 2009 12:12 pm

obrigado Jo...entendi a 1ª questao e na segunda tb entendi o erro do item C...

Eu tinha marcado o item B nessa 2ª questao, por causa da REGENCIA da palavra "CONCENTRA"...TU pode me ajudar a entender essa regencia???

"....A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade."

Abraços


joconcurseira escreveu:
Canabrava escreveu:Bom, os 2 primeiros itens estao nesta questao.

Assinale a opção em que o trecho do texto de O Globo, 31/01/2008, foi transcrito com erro gramatical.

a) A acumulação de superávits primários nas contas públicas, uma política que teve início no último
trimestre de 1998, depois do abalo causado na economia brasileira por uma crise fi nanceira que
teve seu estopim na Rússia, vem dando frutos nos últimos anos, com redução do défi cit e da dívida
da União, estados, municípios e companhias estatais em relação ao PIB.

b) Em 2008, segundo dados do Banco Central, a dívida líquida do setor público recuou para o
equivalente a 42,8% do Produto Interno Bruto, o mais baixo percentual apurado desde 1999. E
o défi cit total do setor público, no valor total de R$ 58 bilhões, caiu para 2,27% do PIB.

c) Com a redução de suas necessidades de financiamento, o setor público pode renovar mais
facilmente seu endividamento, e, nesse caso, o mercado tende a aceitar o pagamento de taxas
de rentabilidade mais baixas para os títulos do Tesouro.

d) Para 2008, o Banco Central projeta nova queda na dívida líquida, e queda também do déficit, que encolheria para 1,2% do PIB. Mantendo essa tendência, ao fi m de 2009 ou no decorrer de 2010, o défi cit desapareceria, equilibrando-se as contas públicas e estancando-se completamente o crescimento da dívida. Eu tb acho que essa questão está errada. A vírgula depois de líquida está separando o segundo objeto direto (queda também do déficit) do verbo (projeta). Isso não pode ocorrer: vígula que separa verbo do seu complemento. Infelizmente aqui não posso te ajudar, pq tb fiquei na dúvida...

e) A diminuição da dívida como proporção do PIB, assim como do défi cit público total, significa que o Estado passou a avançar menos sobre os recursos disponíveis para fi nanciar o setor privado. Isso viabiliza a ampliação dos investimentos, que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna.
O erro está "pode ser financiado", pois os "investimentos" é que podem ser financiados pelo aumento da poupança interna. "que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna" é uma oração adjetiva explicativa e o pronome relativo "que" retoma investimentos.

Os 2 ultimos nessa outra, abaixo.

Os trechos a seguir constituem um texto adaptado de Zero Hora (RS), 11/02/2008. Assinale a opção
que apresenta erro gramatical.

a) Os mundos cultural, econômico, financeiro e até rural giram em torno do que ocorre nessas
concentrações que, pelo menos desde a Idade Média, foram adquirindo feição própria e mostrando problemas específicos.

b) A concentração mundial das populações nas cidades, fenômeno historicamente recente,
torna essas aglomerações o centro nervoso das sociedades. A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade.
O que vc acha que está errado aqui Cana?

c) As cidades são o cenário cada vez mais exclusivo em que, pelo desejo de progresso das
sociedades, se realiza os direitos e se concretiza a ambição democrática e republicana de tratar a
todos igualmente.
O certo seria realizam, já que o sujeito desse verbo é "os direitos". Trata-se de caso de vtd+se (verbo transitivo direto+particula apassivadora), por isso o objeto direto "vira" sujeito. Vc pode mudar de voz passiva, ficando mais claro o sujeito: Os direitos se realizam.

d) Questões como a educação, o trabalho, o lazer, o convívio, a assistência social, a produção
ambiental, o transporte, entre muitíssimas outras, têm nas cidades suas expressões mais agudas.
Desenvolvimento sustentável é uma expressão que faz sentido para os planejadores das cidades
de hoje e de amanhã.

e) Para metrópoles européias ou norte-americanas, essa expressão pode significar uma preocupação
fundamental na preservação do ambiente, ao passo que para os demais continentes ela tem um sentido social inevitável, voltado para a necessidade de superação de gargalos sociais e para a conquista de patamares mínimos de dignidade.

Gabrito: E C

Minhas duvidas: Pq os itens que em azul estao corretos e pq os em velrmelhos estao errados...qual o erro gramatical..

Abraços
[b]

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 22, 2009 1:01 pm

Canabrava escreveu:obrigado Jo...entendi a 1ª questao e na segunda tb entendi o erro do item C...

Eu tinha marcado o item B nessa 2ª questao, por causa da REGENCIA da palavra "CONCENTRA"...TU pode me ajudar a entender essa regencia???

"....A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade."

Abraços

Cana, o verbo concentrar é transitivo direto, por isso seu complemento é um ojeto direto: a própria problemática da sociedade. Para encontrar o objeto direto faça a pergunta: quem concentra a problemática das cidades? resposta: a própria problemática da sociedade. Entendeu?




joconcurseira escreveu:
Canabrava escreveu:Bom, os 2 primeiros itens estao nesta questao.

Assinale a opção em que o trecho do texto de O Globo, 31/01/2008, foi transcrito com erro gramatical.

a) A acumulação de superávits primários nas contas públicas, uma política que teve início no último
trimestre de 1998, depois do abalo causado na economia brasileira por uma crise fi nanceira que
teve seu estopim na Rússia, vem dando frutos nos últimos anos, com redução do défi cit e da dívida
da União, estados, municípios e companhias estatais em relação ao PIB.

b) Em 2008, segundo dados do Banco Central, a dívida líquida do setor público recuou para o
equivalente a 42,8% do Produto Interno Bruto, o mais baixo percentual apurado desde 1999. E
o défi cit total do setor público, no valor total de R$ 58 bilhões, caiu para 2,27% do PIB.

c) Com a redução de suas necessidades de financiamento, o setor público pode renovar mais
facilmente seu endividamento, e, nesse caso, o mercado tende a aceitar o pagamento de taxas
de rentabilidade mais baixas para os títulos do Tesouro.

d) Para 2008, o Banco Central projeta nova queda na dívida líquida, e queda também do déficit, que encolheria para 1,2% do PIB. Mantendo essa tendência, ao fi m de 2009 ou no decorrer de 2010, o défi cit desapareceria, equilibrando-se as contas públicas e estancando-se completamente o crescimento da dívida. Eu tb acho que essa questão está errada. A vírgula depois de líquida está separando o segundo objeto direto (queda também do déficit) do verbo (projeta). Isso não pode ocorrer: vígula que separa verbo do seu complemento. Infelizmente aqui não posso te ajudar, pq tb fiquei na dúvida...

e) A diminuição da dívida como proporção do PIB, assim como do défi cit público total, significa que o Estado passou a avançar menos sobre os recursos disponíveis para fi nanciar o setor privado. Isso viabiliza a ampliação dos investimentos, que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna.
O erro está "pode ser financiado", pois os "investimentos" é que podem ser financiados pelo aumento da poupança interna. "que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna" é uma oração adjetiva explicativa e o pronome relativo "que" retoma investimentos.

Os 2 ultimos nessa outra, abaixo.

Os trechos a seguir constituem um texto adaptado de Zero Hora (RS), 11/02/2008. Assinale a opção
que apresenta erro gramatical.

a) Os mundos cultural, econômico, financeiro e até rural giram em torno do que ocorre nessas
concentrações que, pelo menos desde a Idade Média, foram adquirindo feição própria e mostrando problemas específicos.

b) A concentração mundial das populações nas cidades, fenômeno historicamente recente,
torna essas aglomerações o centro nervoso das sociedades. A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade.
O que vc acha que está errado aqui Cana?

c) As cidades são o cenário cada vez mais exclusivo em que, pelo desejo de progresso das
sociedades, se realiza os direitos e se concretiza a ambição democrática e republicana de tratar a
todos igualmente.
O certo seria realizam, já que o sujeito desse verbo é "os direitos". Trata-se de caso de vtd+se (verbo transitivo direto+particula apassivadora), por isso o objeto direto "vira" sujeito. Vc pode mudar de voz passiva, ficando mais claro o sujeito: Os direitos se realizam.

d) Questões como a educação, o trabalho, o lazer, o convívio, a assistência social, a produção
ambiental, o transporte, entre muitíssimas outras, têm nas cidades suas expressões mais agudas.
Desenvolvimento sustentável é uma expressão que faz sentido para os planejadores das cidades
de hoje e de amanhã.

e) Para metrópoles européias ou norte-americanas, essa expressão pode significar uma preocupação
fundamental na preservação do ambiente, ao passo que para os demais continentes ela tem um sentido social inevitável, voltado para a necessidade de superação de gargalos sociais e para a conquista de patamares mínimos de dignidade.

Gabrito: E C

Minhas duvidas: Pq os itens que em azul estao corretos e pq os em velrmelhos estao errados...qual o erro gramatical..

Abraços
[b]

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  jeani_bs em Sab Ago 22, 2009 3:53 pm

géeente do céu!!!

essa citação desenfreada me deixou foi perdida...hauahuaauahauhauah

visualmente, no texto, num sei mais quem ta respondendo quem! =/


Bote



HAUAHAUHAUA


Última edição por jeani_bs em Sab Ago 22, 2009 5:11 pm, editado 1 vez(es) (Razão : erro gramatical)
avatar
jeani_bs

Mensagens : 311
Data de inscrição : 11/06/2009
Localização : cuiabá - MT

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Lo Viana em Sab Ago 22, 2009 5:58 pm

kkkkkkkkk Tem razão Jeani!

Só pra completar, gente, o verbo CONCENTRAR, assim como a maioria de todos os verbos, admite diferentes regêngias conforme o sentido em que é empregado na oração.Vejam:

Sentidos em que CONCENTRAR pode ser VTD (exigindo objeto direto):
= convergir / fazer convergir / reunir e afins >>> A lente concentrava os raios solares. /Eu concentrei forças e agi.


Sentidos em que CONCENTRAR pode ser pronominal e VTI (exigindo objeto indireto)
= Dedicar atenção intensa, meditar >>> Concentre-se em seu estudo.


Sentidos em que CONCENTRAR pode ser pronominal e VI (dispensado objetos)= agruprar-se >>> Não nos reuniremos amanhã. / As professoras reuniram-se.

Espero que tenha ajudado tbm.


Tchau1
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 22, 2009 6:12 pm

Ok Meninas, desculpe se ficou difícil de entender...haha Rir Já darei um jeito nisso..

Lo, quanto ao verbo "concentrar" no contexto da questão, vc acha que cabe outras regências que não a de vtd? inter

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 22, 2009 6:20 pm

Bom, pra melhorar o "visual" da resposta vou transcrever novamente as minhas explicações...

Questão 1)
d) Eu tb acho que essa questão está errada. A vírgula depois de líquida está separando o segundo objeto direto (queda também do déficit) do verbo (projeta). Isso não pode ocorrer: vígula que separa verbo do seu complemento. Infelizmente aqui não posso te ajudar, pq tb fiquei na dúvida...
e) O erro está "pode ser financiado", pois os "investimentos" é que podem ser financiados pelo aumento da poupança interna. "que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna" é uma oração adjetiva explicativa e o pronome relativo "que" retoma investimentos.


Questão 2)
c) O certo seria realizam, já que o sujeito desse verbo é "os direitos". Trata-se de caso de vtd+se (verbo transitivo direto+particula apassivadora), por isso o objeto direto "vira" sujeito. Vc pode mudar de voz passiva, ficando mais claro o sujeito: Os direitos se realizam.

Melhor assim?


Canabrava escreveu:Bom, os 2 primeiros itens estao nesta questao.

Assinale a opção em que o trecho do texto de O Globo, 31/01/2008, foi transcrito com erro gramatical.

a) A acumulação de superávits primários nas contas públicas, uma política que teve início no último
trimestre de 1998, depois do abalo causado na economia brasileira por uma crise fi nanceira que
teve seu estopim na Rússia, vem dando frutos nos últimos anos, com redução do défi cit e da dívida
da União, estados, municípios e companhias estatais em relação ao PIB.

b) Em 2008, segundo dados do Banco Central, a dívida líquida do setor público recuou para o
equivalente a 42,8% do Produto Interno Bruto, o mais baixo percentual apurado desde 1999. E
o défi cit total do setor público, no valor total de R$ 58 bilhões, caiu para 2,27% do PIB.

c) Com a redução de suas necessidades de financiamento, o setor público pode renovar mais
facilmente seu endividamento, e, nesse caso, o mercado tende a aceitar o pagamento de taxas
de rentabilidade mais baixas para os títulos do Tesouro.

d) Para 2008, o Banco Central projeta nova queda na dívida líquida, e queda também do déficit, que encolheria para 1,2% do PIB. Mantendo essa tendência, ao fi m de 2009 ou no decorrer de 2010, o défi cit desapareceria, equilibrando-se as contas públicas e estancando-se completamente o crescimento da dívida.

e) A diminuição da dívida como proporção do PIB, assim como do défi cit público total, significa que o Estado passou a avançar menos sobre os recursos disponíveis para fi nanciar o setor privado. Isso viabiliza a ampliação dos investimentos, que pode ser fi nanciado pelo aumento da poupança interna.

Os 2 ultimos nessa outra, abaixo.

Os trechos a seguir constituem um texto adaptado de Zero Hora (RS), 11/02/2008. Assinale a opção
que apresenta erro gramatical.

a) Os mundos cultural, econômico, financeiro e até rural giram em torno do que ocorre nessas
concentrações que, pelo menos desde a Idade Média, foram adquirindo feição própria e mostrando problemas específicos.

b) A concentração mundial das populações nas cidades, fenômeno historicamente recente,
torna essas aglomerações o centro nervoso das sociedades. A problemática das cidades concentra a própria problemática da sociedade.


c) As cidades são o cenário cada vez mais exclusivo em que, pelo desejo de progresso das
sociedades, se realiza os direitos e se concretiza a ambição democrática e republicana de tratar a
todos igualmente.


d) Questões como a educação, o trabalho, o lazer, o convívio, a assistência social, a produção
ambiental, o transporte, entre muitíssimas outras, têm nas cidades suas expressões mais agudas.
Desenvolvimento sustentável é uma expressão que faz sentido para os planejadores das cidades
de hoje e de amanhã.

e) Para metrópoles européias ou norte-americanas, essa expressão pode significar uma preocupação
fundamental na preservação do ambiente, ao passo que para os demais continentes ela tem um sentido social inevitável, voltado para a necessidade de superação de gargalos sociais e para a conquista de patamares mínimos de dignidade.

Gabrito: E C

Minhas duvidas: Pq os itens que em azul estao corretos e pq os em velrmelhos estao errados...qual o erro gramatical..

Abraços
Rir

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Lo Viana em Sab Ago 22, 2009 6:25 pm

joconcurseira escreveu:Ok Meninas, desculpe se ficou difícil de entender...haha Rir Já darei um jeito nisso..

Lo, quanto ao verbo "concentrar" no contexto da questão, vc acha que cabe outras regências que não a de vtd? inter


E tome citação.... Rir

Não Jo, acho que tá certinho assim como VTD.
avatar
Lo Viana

Mensagens : 282
Data de inscrição : 14/06/2009
Idade : 36
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 22, 2009 6:29 pm

Beleza então Lo!
Joia

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  jeani_bs em Sab Ago 22, 2009 6:46 pm

melhorou mto Jo!
valeu!

=]
avatar
jeani_bs

Mensagens : 311
Data de inscrição : 11/06/2009
Localização : cuiabá - MT

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Sab Ago 22, 2009 6:54 pm

tanks....bom fds semana meninas!!

Joia

Felicidades e Fortuna pra vcs!

Bjim Rico

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Espertinha em Sab Ago 22, 2009 9:57 pm

Jooooo.......Pelo Amor de DEUS......!!!!
Que citação desenfreada é essa, menina????!!!!!
Vamos evitar esses tipos de citações....carrega muito o tópico...cada citação dessas...."come" muito espaço por aqui....
E temos muito o que postar ainda....
Já pensou se o Fórum dos Fóruns fecha esse Grupo de Estudos por falta de Espaço?
Aff......Quero nem pensar.....

Bom.....
Voltando ao assunto desse tópico...
Estou postando uma questão bem interessante e muito bem bolada - devido as dicas que fazem parte da resolução.
Divirtam-se:


*** Ordene os trechos, de modo a comporem um único texto que obedeça à seguinte ementa:
I – Considerações preliminares a respeito da imprecisão conceitual de “direitos humanos”; necessidade da efetivação dos direitos humanos.
II – Considerações acerca do significado que se deve atribuir ao termo “direitos humanos”.
III – A emergência dos direitos humanos e a influência do contexto ideológico na sua caracterização.
IV – Confusão conceitual vigente no tratamento terminológico do tema; diferenciação dos termos.
V – Concepção de direitos humanos diante da norma jurídica e da ordem política.

( ) Tendo surgido num cenário em que o pano de fundo era o surgimento da classe burguesa,
os direitos humanos foram alvo da crítica marxista, que os acusou de serem a manifestação
dos interesses e do ideário burguês. Não sem razão, a assim chamada primeira geração dos direitos humanos, erigida pelo pensamento liberal, constitui-se em direitos individuais, como os direitos de participação política, as garantias processuais e o direito de propriedade. Objetiva e efetivamente, essa
primeira geração fundamenta-se em um sistema de valoração com cariz individualista.

( ) Não raras vezes, encontramos a expressão “direitos fundamentais” como sinônimo de “direitos humanos”. Há uma tendência doutrinária em definir e denominar os dreitos humanos como aqueles positivados nas declarações e convenções internacionais. Já a terminologia “direitos fundamentais” se aplicaria aos positivados internamente por um País. Diante de tantas definições, destacamos que os direitos humanos ultrapassam o sentido estrito de uma ordem jurídica escrita; encontram-se numa dimensão superior que lhes
empresta validade universal e objetiva.

( ) A problemática dos direitos humanos está presente em diversos momentos da nossa vida social contemporânea. Mobilizado em várias circunstâncias e conclamado sob as mais diversas razões, o termo “direitos humanos” tem sido empregado sob o signo da confusão que se faz entre sua dimensão
conceitual e seu fundamento. Tal ocorrência, entretanto, não diminui e tampouco debilita a
luta, inexoravelmente séria e comprometida, a ser empreendida quotidianamente pela sua real efetivação.

( ) Reconhecemos que os direitos humanos assumem a posição de princípios ético-normativos.
Portanto, transcendem ao normativismo-dogmático, alicerçando e instituindo materialmente a juridicidade. Outrossim, configuram-se como elementos legitimadores da ordem política e fundamentadores da normatividade jurídica. Advogamos que os direitos humanos constituem postulados éticos,
forjados a partir da era moderna, componentes da existência do homem como pessoa.

( ) Preliminarmente, temos que os direitos humanos referem-se a uma proteção mínima que possa conduzir o ser humano a viver dignamente. Constituem uma esfera essencialmente indisponível, existente
em torno do indivíduo, que objetiva o respeito mais profundo à pessoa humana. Isso implica que toda e qualquer autoridade, todo e qualquer poder político tem a obrigatoriedade de os garantir e adimplir. Ressalte-se, demais disso, que há de se proteger o indivíduo de qualquer tipo de arbítrio, inclusive, mas não unicamente, o estatal.
(Baseado em Plínio Melgaré, Direitos humanos: uma perspectiva contemporânea – para além dos reducionismos tradicionais)

A seqüência correta é:
a) V, II, III, IV, V
b) I, II, III, IV, V
c) V, I, IV, II, III
d) III, V, I, II, IV
e) II, V, I, III, IV

_________________
"Mantenha seus pensamentos positivos. Porque seus pensamentos tornam-se palavras. Mantenha suas palavras positivas. Porque suas palavras tornam-se hábitos. Mantenha seus hábitos positivos. Porque seus hábitos tornam-se valores. Mantenha seus valores positivos. Porque seus valores tornam-se seu destino" - Mahatma Ghandi

Espertinha
Admin

Mensagens : 483
Data de inscrição : 05/06/2009
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Convidad em Dom Ago 23, 2009 12:27 pm

Ok Chefinha! Já tinha dado pra notar pelos comentários anteriores...hehe
Bom domingo!!
Joia

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Espertinha em Sex Ago 28, 2009 8:43 pm

Espertinha escreveu:
Bom.....
Estou postando uma questão bem interessante e muito bem bolada - devido as dicas que fazem parte da resolução.
Divirtam-se:


*** Ordene os trechos, de modo a comporem um único texto que obedeça à seguinte ementa:
I – Considerações preliminares a respeito da imprecisão conceitual de “direitos humanos”; necessidade da efetivação dos direitos humanos.
II – Considerações acerca do significado que se deve atribuir ao termo “direitos humanos”.
III – A emergência dos direitos humanos e a influência do contexto ideológico na sua caracterização.
IV – Confusão conceitual vigente no tratamento terminológico do tema; diferenciação dos termos.
V – Concepção de direitos humanos diante da norma jurídica e da ordem política.

(III ) Tendo surgido num cenário em que o pano de fundo era o surgimento da classe burguesa,
os direitos humanos foram alvo da crítica marxista, que os acusou de serem a manifestação
dos interesses e do ideário burguês. Não sem razão, a assim chamada primeira geração dos direitos humanos, erigida pelo pensamento liberal, constitui-se em direitos individuais, como os direitos de participação política, as garantias processuais e o direito de propriedade. Objetiva e efetivamente, essa
primeira geração fundamenta-se em um sistema de valoração com cariz individualista.

(V ) Não raras vezes, encontramos a expressão “direitos fundamentais” como sinônimo de “direitos humanos”. Há uma tendência doutrinária em definir e denominar os dreitos humanos como aqueles positivados nas declarações e convenções internacionais. Já a terminologia “direitos fundamentais” se aplicaria aos positivados internamente por um País. Diante de tantas definições, destacamos que os direitos humanos ultrapassam o sentido estrito de uma ordem jurídica escrita; encontram-se numa dimensão superior que lhes empresta validade universal e objetiva.

(I ) A problemática dos direitos humanos está presente em diversos momentos da nossa vida social contemporânea. Mobilizado em várias circunstâncias e conclamado sob as mais diversas razões, o termo “direitos humanos” tem sido empregado sob o signo da confusão que se faz entre sua dimensão
conceitual e seu fundamento. Tal ocorrência, entretanto, não diminui e tampouco debilita a
luta, inexoravelmente séria e comprometida, a ser empreendida quotidianamente pela sua real efetivação.

(II ) Reconhecemos que os direitos humanos assumem a posição de princípios ético-normativos.
Portanto, transcendem ao normativismo-dogmático, alicerçando e instituindo materialmente a juridicidade. Outrossim, configuram-se como elementos legitimadores da ordem política e fundamentadores da normatividade jurídica. Advogamos que os direitos humanos constituem postulados éticos,
forjados a partir da era moderna, componentes da existência do homem como pessoa.

(IV ) Preliminarmente, temos que os direitos humanos referem-se a uma proteção mínima que possa conduzir o ser humano a viver dignamente. Constituem uma esfera essencialmente indisponível, existente
em torno do indivíduo, que objetiva o respeito mais profundo à pessoa humana. Isso implica que toda e qualquer autoridade, todo e qualquer poder político tem a obrigatoriedade de os garantir e adimplir. Ressalte-se, demais disso, que há de se proteger o indivíduo de qualquer tipo de arbítrio, inclusive, mas não unicamente, o estatal.
(Baseado em Plínio Melgaré, Direitos humanos: uma perspectiva contemporânea – para além dos reducionismos tradicionais)

A seqüência correta é:
a) V, II, III, IV, V
b) I, II, III, IV, V
c) V, I, IV, II, III
d) III, V, I, II, IV
e) II, V, I, III, IV

_________________
"Mantenha seus pensamentos positivos. Porque seus pensamentos tornam-se palavras. Mantenha suas palavras positivas. Porque suas palavras tornam-se hábitos. Mantenha seus hábitos positivos. Porque seus hábitos tornam-se valores. Mantenha seus valores positivos. Porque seus valores tornam-se seu destino" - Mahatma Ghandi

Espertinha
Admin

Mensagens : 483
Data de inscrição : 05/06/2009
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Fabi em Sab Ago 29, 2009 12:48 pm

Letra B ???
avatar
Fabi

Mensagens : 58
Data de inscrição : 13/07/2009
Localização : Balneário Camboriú - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Espertinha em Sab Ago 29, 2009 1:13 pm

Fabi escreveu:Letra B ???
Oi Fabi.....esses números em algarismos de vermelho correspondem a ordem certa o GABARITO é a letra "D"!!!
Abç

_________________
"Mantenha seus pensamentos positivos. Porque seus pensamentos tornam-se palavras. Mantenha suas palavras positivas. Porque suas palavras tornam-se hábitos. Mantenha seus hábitos positivos. Porque seus hábitos tornam-se valores. Mantenha seus valores positivos. Porque seus valores tornam-se seu destino" - Mahatma Ghandi

Espertinha
Admin

Mensagens : 483
Data de inscrição : 05/06/2009
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Fabi em Seg Ago 31, 2009 4:52 pm

Pessoal segue uma questão da AFRFB de 2005, que eu tive dúvidas e consegui encontrar na internet a explicação.
Como me ajudou, talvez também possa ajudar outros membros do grupo.
Smile

Mas os problemas do mundo dos nossos netos e bisnetos serão diferentes. Eles viverão no meio de um crescimento perigosamente desequilibrado entre os povos. Sim, porque dois terços dos moradores do planeta - cerca de dois bilhões de habitantes - terão de ser alimentados e educados em nações pobres e sem recursos.
(Antônio Ermírio de Moraes, O planeta e o desafio do futuro. Jornal do Brasil, 20 de março de 2005, com adaptações)
Assinale a opção que constitui uma paráfrase coerente e gramaticalmente correta para o trecho acima.
a) Contudo, os problemas do mundo dos nossos netos e bisnetos serão diferentes porque eles viverão em meio a um crescimento perigosamente desequilibrado entre os povos, dado que dois terços dos moradores do planeta - cerca de dois bilhões de habitantes - terão de ser alimentados e educados em nações pobres e sem recursos.
b) Mas os problemas do mundo dos nossos netos e bisnetos serão diferentes, posto que eles viverão no meio de um crescimento entre os povos perigosamente desequilibrados. Sim, pois dois terços dos moradores do planeta (aproximadamente de dois bilhões de habitantes), terão de ser alimentados e educados em nações pobres e sem recursos.
c) Todavia os problemas do mundo dos nossos netos e bisnetos serão diferentes: eles viverão no meio de um crescimento perigosamente desequilibrado entre os povos; num planeta em cujos dois terços dos moradores - cerca de dois bilhões de habitantes - terão de ser alimentados e educados em nações pobres e sem recursos.
d) Porém, os problemas do mundo, e dos nossos netos e bisnetos, serão diferentes, pois viverão entre povos de um crescimento perigosamente desequilibrado. Isso, porque cerca de dois bilhões de habitantes do planeta (dois terços deles) terão de se alimentar e educar em nações pobres e sem recursos
e) No entanto, os problemas do mundo dos nossos netos e bisnetos serão diferentes, eles viverão em nações pobres e sem recursos, no meio de um crescimento perigosamente desequilibrado entre os povos, onde terão de ser alimentados e educados. Sim, porque serão dois terços dos moradores do planeta - cerca de dois bilhões de habitantes.
avatar
Fabi

Mensagens : 58
Data de inscrição : 13/07/2009
Localização : Balneário Camboriú - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Fabi em Seg Ago 31, 2009 4:54 pm

Na paráfrase há uma transcrição do texto original, utilizando-se novas palavras.
A coerência – um tema bastante conhecido na Lingüística e muito cobrado em provas de concursos – diz respeito ao modo como os elementos subjacentes à superfície textual vêm a constituir, na mente dos interlocutores, uma configuração veiculadora de sentidos (Koch, 1997). Falando de outra maneira, a coerência pode ser entendida como o princípio de harmonia entre as idéias, opiniões; princípio de não contradição. Alguns comentários: Em todas as alternativas observamos o uso de diferentes elementos de coesão - “contudo” (A), “mas” (B), “todavia” (C), “porém” (D) e “no entanto” (E). Todos eles carregam o mesmo sentido e estão de acordo com o texto do enunciado (“Mas os problemas do mundo dos nossos netos…”). Ao analisarmos a alternativa A, observamos que o primeiro e segundo sinais de pontuação (.) foram substituídos, respectivamente, por “porque” e “dado que”. Sendo assim, o aluno deveria:
1. entender a relação de sentido estabelecida entre as frases do texto do enunciado;
2. entender a relação de sentido ocasionada pela substituição dos pontos por “porque” e “dado que”;
3. verificar se tal substituição tem sentido coerente e compatível com o sentido do texto do enunciado.
É o que iremos fazer agora!
Lendo o texto do enunciado… Mesmo não sabendo, pelo texto, quais são os problemas do mundo do autor, sabemos que aqueles que farão parte do mundo de seus netos e bisnetos (1ª frase) serão diferentes . E a partir da 2ª frase, o autor explica a razão de tais diferenças. Diferentemente do autor, seus netos e bisnetos “viverão no meio de um crescimento perigosamente desequilibrado”. Sendo assim, a frase “Eles viverão no meio de um crescimento perigosamente desequilibrado (…)” serve para explicar a frase anterior - “Mas os problemas do mundo dos nossos netos e bisnetos serão diferentes”. Analisando a alternativa A:
Considerando a explicação supramencionada, está correto o uso do “porque” em “os problemas do mundo dos nossos netos e bisnetos serão diferentes porque eles viverão em meio a um crescimento perigosamente desequilibrado entre os povos (…)”. Houve, neste caso, a substituição do primeiro ponto (.) por “porque”, um elemento coesivo que estabeleceu uma relação de sentido coerente com o exposto no texto do enunciado. Já o segundo ponto (.) do texto do enunciado foi substituído por “dado que”, uma expressão que quer dizer “uma vez que”, “porque”, “pois”. O uso de “dado que” na frase “dado que cerca de dois bilhões de habitantes terão de ser alimentados e educados em nações pobres e sem recursos” serve para explicar o crescimento considerado perigosamente desequilibrado. Note no texto original, que após o segundo ponto (.) o autor escreve: “sim, porque dois terços (…)”. O “sim” retoma a frase anterior. É como se ele dissesse: “sim, eles viverão no meio de um crescimento perigosamente desequilibrado entre os povos porque dois terços dos moradores do planeta (…) terão de ser alimentados e educados em nações pobres e sem recursos”.
Gabarito: A
avatar
Fabi

Mensagens : 58
Data de inscrição : 13/07/2009
Localização : Balneário Camboriú - SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Língua Portuguesa

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum